Pular para o conteúdo principal

Infecção urinária é causa de internação de 95 pessoas por dia.


Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo mostra que, em média, 95 pessoas são internadas por dia em hospitais públicos do estado em decorrência de infecções urinárias. Segundo os dados, em 2014 foram registradas 34.343 internações por causa da doença.

Os números da secretaria destacam que 66,6% das pessoas com infecção são do sexo feminino. “As mulheres são mais suscetíveis por questões anatômicas, principalmente. Tem uma uretra mais curta, fica mais próxima ao ânus, uma área bastante contaminada por bactérias. Além disso, algumas mulheres têm o costume de segurar para ir ao banheiro e, com isso, deixam de lavar o sistema urinário, já que ao urinar limpamos o canal de bactérias”, explica o urologista Cláudio Murta, coordenador do Hospital do Homem do Estado de São Paulo.

Nos homens, principalmente nos mais idosos, o crescimento da próstata pode obstruir o canal urinário e facilitar a infecção. “A próstata não deixa que toda a urina saia da bexiga. Os resíduos que permanecem no corpo favorecem a infecção”, destaca o médico.

Os principais sintomas da infecção são dor ou queimação ao urinar, dor no “pé da barriga” – próximo à região do púbis – e vontade de urinar várias vezes, em pequenas quantidades. Também pode haver febre e sangramento na urina.

“A maior parte das infecções é benigna, bem tranquila. O tratamento é fácil, com risco pequeno. Agora, nos mais idosos, naqueles que passaram por alguma cirurgia no trato urinário, a infecção pode ser grave, pode virar uma infecção generalizada e até matar”, ressalta Murta. Um médico deve ser procurado assim que os sintomas aparecerem.

Para evitar infecção urinária, é fundamental ingerir bastante líquido, evitar segurar a urina e higienizar regiões genitais antes e depois das relações sexuais. “Às mulheres, é indicado sempre urinar após a relação sexual, já que a entrada de bactérias na bexiga é favorecida por qualquer fator que as empurre na direção do órgão”, diz o urologista.

Também é aconselhável, após a evacuação, ao higienizar a vulva e região perianal, limpar sempre no sentido de frente para trás, para evitar que bactérias passem do ânus para a vagina. (Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfermagem + Idosos = Cuidados

A atuação de enfermeiros junto ao idoso deve estar centrada na educação para a saúde, no “cuidar”, tendo como base o conhecimento do processo de senilidade. Estar em atento ao retorno das possíveis atividades do idoso e de sua capacidade funcional. O objetivo primordial dos enfermeiros é atentar às necessidades básicas, à dependência e ao bem-estar do idoso. Tal colocação tem como base a assistência de enfermagem tanto na saúde quanto na doença.
Todos os profissionais envolvidos neste trabalho de ajuda ao idoso devem atuar, também, junto a seus familiares, apoiando-os nas decisões, ajudando-os a aceitar as alterações físicas advindas de doenças próprias da idade.

Pois , o idoso pode apresentar vários problemas que levam ao comprometimento da sua reabilitação tais como: Desânimo, depressão, crise de choro e idéia de suicídio, muitas vezes observados durante a consulta de enfermagem. É de extrema importância os enfermeiros, nessas situações, serem sensíveis para detectar tais problemas, i…

Alzheimer: Diagnósticos de Enfermagem e Reabilitação do paciente.

O dia 21 de setembro foi instituído pela ADI (Alzheimer's Disease International), entidade internacional que congrega mais de 75 Associações de Alzheimer no mundo, como dia de sensibilização para a doença.
Doença de Alzheimer - Enfermidade incurável que se agrava ao longo do tempo, mas pode e deve ser tratada. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas. Talvez, por isso, a doença tenha ficado erroneamente conhecida como “esclerose” ou “caduquice”.
A doença se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família. Seu nome oficial refere-se ao médico Alois Alzheimer, o primeiro a descrever a doença, em 1906.
Causa - Não se sabe por que a Doença de Alzheimer ocorre, mas são conhecidas algumas lesões cerebrais características dessa do…

Enfermeiro gay é morto na frente da filha.

Na semana passada, um enfermeiro foi morto a golpes de faca dentro de casa na frente da filha de um ano em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Antes de morrer, a vítima chegou a contar que teve a casa invadida por um homem encapuzado.
Jorge Patrício de Araújo, de 37 anos, que era casado com um homem, havia acabado de adotar a criança. Para os amigos, o crime foi motivado por homofobia.
A DH (Divisão de Homicídios) de Niterói investiga o caso.