Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Infecção urinária é causa de internação de 95 pessoas por dia.

Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo mostra que, em média, 95 pessoas são internadas por dia em hospitais públicos do estado em decorrência de infecções urinárias. Segundo os dados, em 2014 foram registradas 34.343 internações por causa da doença.

Os números da secretaria destacam que 66,6% das pessoas com infecção são do sexo feminino. “As mulheres são mais suscetíveis por questões anatômicas, principalmente. Tem uma uretra mais curta, fica mais próxima ao ânus, uma área bastante contaminada por bactérias. Além disso, algumas mulheres têm o costume de segurar para ir ao banheiro e, com isso, deixam de lavar o sistema urinário, já que ao urinar limpamos o canal de bactérias”, explica o urologista Cláudio Murta, coordenador do Hospital do Homem do Estado de São Paulo.

Nos homens, principalmente nos mais idosos, o crescimento da próstata pode obstruir o canal urinário e facilitar a infecção. “A próstata não deixa que toda a urina saia da bexiga. Os resíduos que pe…

Vacina contra ebola começa a ser testada na Guiné.

O governo da Guiné e a Organização Mundial da Saúde iniciaram o primeiro teste de uma vacina contra o ebola, na comunidade de Basse-Guinée, uma das áreas do país mais afetadas pelo surto.

Segundo a OMS, a vacina VSV-EBOV foi desenvolvida pela Agência de Saúde Pública do Canadá e quando as equipes de testes chegaram no pequeno vilarejo de Coyah, na segunda-feira, a resposta da comunidade foi "excelente".

O representante da OMS na Guiné considera a operação um marco, por trazer esperança sobre se ter, em breve, um método de combate ao ebola, caso seja comprovada a eficácia e a segurança da vacina.
Segundo Jean-Marie Dangou, o começo dos testes clínicos da vacina nesta quarta-feira é um dos "passos mais importantes alcançados na busca de uma linha moderna de defesa contra o vírus ebola".

Método do Anel

Médicos treinados, vacinas e outros equipamentos essenciais saíram da capital Conacri para o vilarejo de Coyah. Neste primeiro momento, apenas adultos serão vacinados, …

Enfermeiro é preso suspeito de sedar e estuprar pacientes na Bahia.

Um enfermeiro foi preso no município de Cordeiros, a 662 km de Salvador, acusado de estuprar pacientes. De acordo Saulo Tarso, advogado da prefeitura de Cordeiros, o suspeito começou a ser investigado por causa das faltas no trabalha, pois costuma apresentar muitos atestados. A atitude chamou atenção da administração.

Ainda segundo o advogado, o enfermeiro tomou posse na cidade de Cordeiros e estava em estado probatório. Mas, devido ao excesso de atestados, foi instalado um processo administrativo para apurar as faltas.  A prefeitura desconfiou que ele estivesse trabalhando em outros municípios, informação que foi confirmada. O suspeito tinha tomado posse na cidade de Itarantim, onde também estava apresentando atestados.

Com a investigação por conta das faltas, a administração também decidiu checar os antecedentes do enfermeiro, pois ele apresentou documentações que não trabalhava em nenhum município. Após as averiguações, foi descoberto que ele tinha ficha corrida e alguns processo…

HPV: ministério espera vacinar mais de 371 mil meninas no Rio.

Mais de 371 mil meninas entre 9 e 11 anos devem ser vacinadas contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), no Rio de Janeiro. A vacina é usada na prevenção do câncer do colo do útero. O Ministério da Saúde enviou 390,5 mil doses do imunobiológico ao estado e recomenda que municípios também façam vacinação nas escolas.

Em todo país, o governo espera vacinar 4,94 milhões de meninas, 80% do público-alvo. O trabalho será feito em parceria com as secretarias estaduais e municipais da saúde. Somadas ao grupo de adolescentes de 11 a 13 anos vacinadas no ano passado, essa pode ser a primeira geração praticamente livre do risco de contrair câncer do colo do útero por HPV.

A novidade deste ano é a inclusão de 33,5 mil mulheres, de 9 anos a 26 anos, que vivem com HIV, público que tem a probabilidade cinco vezes mais de desenvolver câncer no colo do útero do que a população em geral. A inclusão do delas como prioridade para a prevenção segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Comitê …