Pular para o conteúdo principal

Enfermeira terá quarentena forçada nos EUA.


A disputa entre o Estado norte-americano do Maine e uma enfermeira que tratou de pacientes com ebola em Serra Leoa esquentou nesta sexta-feira (31), quando um juiz emitiu uma ordem provisória forçando a profissional de saúde a cumprir um período de quarentena, após ela ter ignorado autoridades e saído de casa para um passeio de bicicleta.

A decisão de Charles LaVerdiere, juiz presidente da corte distrital do Maine, determina que a enfermeira Kaci Hickox seja submetida a "monitoramento ativo direto" e que "não compareça a locais públicos" como shopping centers, cinemas e locais de trabalho, exceto para receber tratamento necessário.

A ordem temporária, no entanto, permite que a enfermeira participe do que o juiz chamou de atividades públicas sem reunião de pessoas, como caminhar ou correr no parque, mas a orienta a manter distância de um metro de qualquer pessoa.
 (Foto: Ashley L. Conti/BDN/Reuters)
A disputa sobre a quarentena entre a enfermeira e as autoridades do Maine se tornou o foco de uma polêmica envolvendo vários Estados norte-americano que decidiram impor medidas restritivas para prevenir o ebola e um governo federal cauteloso que isso possa prejudicar a ida de voluntários da área de saúde para combater o surto de Ebola na África Ocidental.

ONG condena governo americano - Para a organização Médicos Sem Fronteiras, quarentenas obrigatórias a médicos e enfermeiros que retornam de regiões com surto de ebola criam um "efeito paralisante" nas operações do grupo humanitário.

A ONG discute a possibilidade de encurtar algumas atribuições como resultado de restrições impostas por alguns Estados desde que um de seus médicos norte-americanos, Craig Spencer, foi hospitalizado em Nova York na semana passada com o vírus. "Está havendo um aumento de ansiedade e confusão entre os integrantes da equipe do MSF em ação sobre o que eles podem enfrentar quando voltarem para casa após a conclusão de suas atribuições na África Ocidental", disse a diretora-executiva do Médicos Sem Fronteiras, Sophie Delaunay, em comunicado.

Curta nossa página no  Facebook Twitter .

Viagens adiadas - Alguns trabalhadores do MSF estão atrasando o seu retorno para casa depois de suas atribuições e permanecem na Europa por 21 dias, período máximo de incubação do Ebola, "a fim de evitar enfrentar a crescente estigmatização e possíveis quarentenas", segundo Delaunay. "Algumas pessoas estão sendo desencorajadas por suas famílias a retornar para o campo (região com a doença)", disse ela.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou novo balanço esta semana, em que relata um total de 4.920 mortes e 13.703 casos nos oito países afetados pelo surto até 27 de outubro. A agência das Nações Unidas afirmou ter tentado atualizar seus dados depois que exames laboratoriais descartaram muitos diagnósticos falsos --mortes "prováveis" e "suspeitas" que na verdade não foram causadas pelo vírus.

Fonte: Bem Estar/ G1.Globo.Com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfermagem + Idosos = Cuidados

A atuação de enfermeiros junto ao idoso deve estar centrada na educação para a saúde, no “cuidar”, tendo como base o conhecimento do processo de senilidade. Estar em atento ao retorno das possíveis atividades do idoso e de sua capacidade funcional. O objetivo primordial dos enfermeiros é atentar às necessidades básicas, à dependência e ao bem-estar do idoso. Tal colocação tem como base a assistência de enfermagem tanto na saúde quanto na doença.
Todos os profissionais envolvidos neste trabalho de ajuda ao idoso devem atuar, também, junto a seus familiares, apoiando-os nas decisões, ajudando-os a aceitar as alterações físicas advindas de doenças próprias da idade.

Pois , o idoso pode apresentar vários problemas que levam ao comprometimento da sua reabilitação tais como: Desânimo, depressão, crise de choro e idéia de suicídio, muitas vezes observados durante a consulta de enfermagem. É de extrema importância os enfermeiros, nessas situações, serem sensíveis para detectar tais problemas, i…

Alzheimer: Diagnósticos de Enfermagem e Reabilitação do paciente.

O dia 21 de setembro foi instituído pela ADI (Alzheimer's Disease International), entidade internacional que congrega mais de 75 Associações de Alzheimer no mundo, como dia de sensibilização para a doença.
Doença de Alzheimer - Enfermidade incurável que se agrava ao longo do tempo, mas pode e deve ser tratada. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas. Talvez, por isso, a doença tenha ficado erroneamente conhecida como “esclerose” ou “caduquice”.
A doença se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família. Seu nome oficial refere-se ao médico Alois Alzheimer, o primeiro a descrever a doença, em 1906.
Causa - Não se sabe por que a Doença de Alzheimer ocorre, mas são conhecidas algumas lesões cerebrais características dessa do…

Enfermeiro gay é morto na frente da filha.

Na semana passada, um enfermeiro foi morto a golpes de faca dentro de casa na frente da filha de um ano em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Antes de morrer, a vítima chegou a contar que teve a casa invadida por um homem encapuzado.
Jorge Patrício de Araújo, de 37 anos, que era casado com um homem, havia acabado de adotar a criança. Para os amigos, o crime foi motivado por homofobia.
A DH (Divisão de Homicídios) de Niterói investiga o caso.