Pular para o conteúdo principal

Crianças representam quase 40% das internações por envenenamento acidental.

Levantamento da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo mostra que crianças e adolescentes foram as principais vítimas de envenenamento acidental em 2012. Das 792 internações em hospitais estaduais por esse motivo, 37% correspondem à faixa etária de 1 a 14 anos. Cerca de 40% dos casos foram registrados na capital e na Grande São Paulo, em um total de 338 ocorrências. Medicamentos e produtos de limpeza são as substâncias que mais provocam intoxicação.

O sabor dos medicamentos e reutilização de embalagens para armazenar gêneros de limpeza são fatores que requerem atenção dos pais. "A criança interpreta o remédio de sabor mais adocicado como sendo um suco, uma bala, e acaba ingerindo acima da quantidade que deveria", explica o gerente médico do Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências (Grau), Ricardo Vanzetto.

No caso dos itens domésticos, o alerta é, sobretudo, para os produtos armazenados irregularmente em garrafas de plástico (pet), normalmente vendidos de porta em porta. "A cor e a embalagem confundem as crianças", apontou. Ele avalia que, embora os produtos comprados em supermercados tenham algumas falhas de informação para uma manipulação segura, as embalagens dificilmente seriam confundidas com outros líquidos consumidos pelas crianças, como sucos e refrigerantes.

Vanzetto destaca que os acidentes podem ser prevenidos, pois a maioria ocorre dentro de casa. "Isso normalmente acontece por certo descuido ao colocar esses produtos com acesso fácil para as crianças", alerta. Nesse sentido, ele recomenda o armazenamento em prateleiras altas ou em locais fechados com chave.


Segundo o médico, as intoxicações mais graves levam à queimação do trato digestivo, do esôfago ao estômago. Por isso, em caso de envenenamento, não deve ser oferecido nenhum líquido ao acidentado, assim como não se deve provocar vômito. "Esses produtos queimam quando entram e quando saem, então é uma queimadura dupla", explica. Ao tomar água, por exemplo, o estômago que já está irritado tende a piorar, gerando o vômito.


Em caso de ingestão, a primeira coisa é chamar a equipe de resgate ou levar o acidentado imediatamente ao pronto socorro. "É necessário informar ao médico a substância que foi ingerida ou, pelo menos, o que se supõe que a criança tenha tomado", lembra. Normalmente, a retirada do produto é feita por meio de uma lavagem gástrica, na qual a substância é retirada com uma sonda, sem passar novamente pelo sistema digestivo, o que poderia provocar mais danos ao paciente.

Fonte: EBC.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfermagem + Idosos = Cuidados

A atuação de enfermeiros junto ao idoso deve estar centrada na educação para a saúde, no “cuidar”, tendo como base o conhecimento do processo de senilidade. Estar em atento ao retorno das possíveis atividades do idoso e de sua capacidade funcional. O objetivo primordial dos enfermeiros é atentar às necessidades básicas, à dependência e ao bem-estar do idoso. Tal colocação tem como base a assistência de enfermagem tanto na saúde quanto na doença.
Todos os profissionais envolvidos neste trabalho de ajuda ao idoso devem atuar, também, junto a seus familiares, apoiando-os nas decisões, ajudando-os a aceitar as alterações físicas advindas de doenças próprias da idade.

Pois , o idoso pode apresentar vários problemas que levam ao comprometimento da sua reabilitação tais como: Desânimo, depressão, crise de choro e idéia de suicídio, muitas vezes observados durante a consulta de enfermagem. É de extrema importância os enfermeiros, nessas situações, serem sensíveis para detectar tais problemas, i…

Alzheimer: Diagnósticos de Enfermagem e Reabilitação do paciente.

O dia 21 de setembro foi instituído pela ADI (Alzheimer's Disease International), entidade internacional que congrega mais de 75 Associações de Alzheimer no mundo, como dia de sensibilização para a doença.
Doença de Alzheimer - Enfermidade incurável que se agrava ao longo do tempo, mas pode e deve ser tratada. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas. Talvez, por isso, a doença tenha ficado erroneamente conhecida como “esclerose” ou “caduquice”.
A doença se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família. Seu nome oficial refere-se ao médico Alois Alzheimer, o primeiro a descrever a doença, em 1906.
Causa - Não se sabe por que a Doença de Alzheimer ocorre, mas são conhecidas algumas lesões cerebrais características dessa do…

Enfermeiro gay é morto na frente da filha.

Na semana passada, um enfermeiro foi morto a golpes de faca dentro de casa na frente da filha de um ano em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Antes de morrer, a vítima chegou a contar que teve a casa invadida por um homem encapuzado.
Jorge Patrício de Araújo, de 37 anos, que era casado com um homem, havia acabado de adotar a criança. Para os amigos, o crime foi motivado por homofobia.
A DH (Divisão de Homicídios) de Niterói investiga o caso.