Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Tuberculose - OMS alerta sobre epidemia oculta.

A Organização Mundial da Saúde alerta - crianças de até 15 anos com tuberculose frequentemente não são diagnosticadas por duas razões: falta de acesso a serviços de saúde ou falta de preparo dos profissionais para reconhecer sinais e sintomas da doença entre pessoas desse grupo.  Ressaltou a OMS hoje (24) Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose. Segundo a entidade foram feitos progressos no combate à doença – o total de mortes registradas caiu 40% em relação a 1990. Ainda assim, a tuberculose entre crianças configura, segundo a OMS,  uma epidemia oculta na maioria dos países. Ao todo, 200 crianças morrem todos os dias em razão da tuberculose – ainda que o custo para prevenir a doença seja US$ 0,03 por dia e o custo do tratamento para curar a doença seja US$ 0,50 por dia. A estimativa é que pelo menos 500 mil bebês e crianças sofram com a doença todos os anos, enquanto 70 mil morram. Crianças menores de 3 anos e as que enfrentam desnutrição severa e que têm o sistema imunológico comprome…

Proposta visa fixar piso salarial de enfermeiros em R$4.650 mil.

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, aprecia alguns temas importantespara as entidades de classe do Brasil, na primeira reunião ordinária de 2012 o Deputado Federal Bala Rocha (PDT/AP), presidente da CTASP, incluiu na pauta de votações a regulamentação de um piso nacional para enfermeiros, que aguardava desde 2009 para ser votado.
O Projeto de Lei nº 4.924/09, de autoria de Mauro Nazif (PSB/RO) e relatado por Assis Melo (PCdoB/RS), busca alterar a Lei nº 7.498, de 1986, que “Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem, e dá outras providências”. A proposta é fixar em R$ 4.650 mil o piso salarial dos enfermeiros, em 50% desse valor o piso salarial dos Técnicos de Enfermagem e, em 30%, o dos Auxiliares de Enfermagem e Parteiras. Bala Rocha, que é médico e foi responsável pela implantação da residência do Curso de Enfermagem na Universidade Federal do Amapá, considera o assunto prioritário. “Os enfermeiros são uma peça fundamental no sistema de saúde. Se qu…

Fiocruz desenvolve antirretroviral infantil de administração mais simples.

As crianças brasileiras com até 13 anos que vivem com HIV/Aids terão em breve um antirretroviral infantil, de administração mais simples. O medicamento está sendo desenvolvido há três anos pela Farmanguinhos, unidade técnico-científica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A previsão é que o medicamento já esteja pronto para fabricação em 2015, mas os testes em humanos devem começar no segundo semestre deste ano, em seis centros de pesquisas nos estados de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e de São Paulo. Em vez de três, a criança poderá tomar somente um comprimido, que terá uma formulação adocicada, de sabor agradável, para disfarçar o gosto amargo original do remédio. Além disso, o comprimido será dispersível, para ser dissolvido na água. Segundo a farmacêutica do Departamento de Pesquisas Clínicas da unidade, Marli Melo da Silva, que participa da coordenação do estudo clínico, a combinação também reduz os custos operacionais no processo produtivo, e fica mais fácil dispensar, transportar…