Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Remédios Fracionados. Podemos exigir

Olá amigos! Perdi a conta de quantas vezes tive necessidade de comprar certa quantidade de remédios para um determinado tratamento e tive que levar a mais. Pois alguns medicamentos só se vendiam caixa fechada. Uma simples dor de cabeça, e um envelope de comprimidos. Com isso a farmacinha de casa fica cheia... e nosso bolso...não precisa nem falar.rsrsrsrsrss

Bom! Esse problema parece que esta chegando ao fim. Com aprovação do Projeto de Lei 7029/06, do Poder Executivo, que obriga a indústria farmacêutica a vender medicamentos em embalagens que permitam a venda fracionada aos consumidores. Dessa forma, eles poderão comprar apenas o que precisam, evitando sobras e desperdício de dinheiro.

Apesar da venda fracionada de medicamentos nas farmácias ser autorizada desde janeiro de 2005 por decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em alguns casos ainda é difícil o consumidor usufruir desse beneficio.

Somente será permitido o fracionamento do medicamento em embalagem especialmente desenvo…

Uma lição aos pais em forma de palestra.

Palestra ministrada pelo médico psiquiatra Dr. Içami Tiba, em Curitiba, 23/07/08.

O palestrante é membro eleito do Board of Directors of the International Association of Group Psychotherapy. Conselheiro do Instituto Nacional de Capacitação e Educação para o Trabalho "Via de Acesso". Professor de cursos e workshops no Brasil e no Exterior.

1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.

2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar com internet, som, tv, etc...

3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados.

4. É preciso confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.

5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa.…

Registro de última hora

Domingo, 06 de Dezembro de 2009, dia especial para a Nação Rubro Negra...

SOMOS MAIS UMA VEZ CAMPEÕES DO BRASILEIRÃO...

Parabéns a todos os autores desse belo espetaculo, pois mais uma vez deram alegria a muitos corações vermelho e preto...

Inclusive ao meu, que sou Flamengo desde criança e nunca tive vergonha de ser... Ganhando ou perdendo... Pertenço a um time de tradição, que tem Raça, Força e Paixão

PARABÉNS PARA O MEU MENGÃO.

Mochilas de rodinhas: o que alertam especialistas.

Mochilas com rodinhas, cheias de compartimentos, são as preferidas das crianças, mas são as menos indicadas por quem entende da saúde.

Segundo fisioterapeutas e ergonomistas, essas mochilas podem pôr em risco coluna e musculatura dos estudantes.

Ao forçarem apenas um lado do corpo, as malas de rodinhas são prejudiciais à postura, aponta Antônio Renato Pereira Moro, ergonomista da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Outro problema das mochilas de rodinhas é a estrutura delas, geralmente em metal, o que as torna mais pesadas. Na hora de subir e descer escadas, a criança faz um esforço muscular maior que o adequado.

O cuidado também deve estar no que se carrega

Susi Fernandes, professora de fisioterapia , pesquisou o que as crianças levam nas mochilas. Ela encontrou mauitos brinquedos, estojos, canetinhas, cadernos pesados. Muita coisa além do material escolar.

"Os pais precisam ficar de olho no que os pequenos andam colocando nas costas. E ajudá-los a encontrar soluções",…

Momento de reflexão: Saúde e Equilibrio

Para garantir saúde e equilíbrio, prometa a você mesmo:

1 – Colocar-se sobre os desígnios de Deus, cada dia, através da oração e sustentar a consciência tranqüila, preservando-se contra idéias de culpa;
2 – Dar o melhor de si mesmo no que esteja fazendo;
3 – Manter coração e mente, atitude e palavra, atos e modos na inspiração constante do bem;
4 – Servir desinteressadamente aos semelhantes, quando esteja ao alcance de suas forças;
5 – Regozijar-se com a felicidade do próximo;
6 – Esquecer conversações e opiniões de caráter negativo que haja lido ou escutado;
7 – Acrescentar pelo menos um pouco mais de alegria e esperança em toda pessoa com quem estiver em contato;
8 – Admirar as qualidades nobres daqueles com quem conviva, estimulando-os a desenvolvê-las;
9 – Olvidar motivos de queixa, sejam quais forem;
10 – Viver trabalhando e estudando, agindo e construindo, no próprio burilamento e na própria corrigenda, de tal modo que não se veja capaz de encontrar as falhas prováveis e os erros…

AIDS e as dificuldades sociais de seus portadores

Hoje as pessoas estão mais informadas sobre a AIDS. Apesar de ser uma doença recente, pois o vírus HIV só foi reconhecido oficialmente em 1981, o fato é que ela ainda não tem cura, embora a medicina evolua a cada dia melhorando a qualidade de vida dos portadores. Portanto nunca é demais tratarmos seriamente desse assunto, até porque o papel da sociedade é estar atenta aos riscos e principalmente bem informadas sobre os meios de prevenção.

Cientes de que não se pega AIDS na prática das ações cotidianas como beber no mesmo copo, usar o mesmo banheiro, beijar, abraçar, entre outras atividades que não oferecem o menor perigo. E tomando posse dessas informações o convívio com portador se torna mais harmônico, afinal é preciso manter as esperanças que um dia como a hanseníase (lepra) já matou e causou tanta rejeição e hoje é uma doença facilmente curável a AIDS também vai chegar lá. Pois a busca e o investimento em pesquisas e novos medicamentos já resultam em opções e esquemas de tratamento…