Pular para o conteúdo principal

Alergia Alimentar




Um grupo de 12 alimentos é responsável por quase todas as reações alérgicas. E alguns estão muito presentes na mesa do brasileiro, como leite e ovo.

Leite, ovos, amendoim, nozes, amêndoas, nozes-pecã, soja, peixes e crustáceos, como lagosta, caranguejo e camarão, são responsáveis por 90% das alergias alimentares, segundo levantamento do Food and Drug Administration (FDA), órgão que regula a comercialização de medicamentos e alimentos nos Estados Unidos, país onde a prevalência do problema é de 6% a 8% entre as crianças e de 2% na população adulta. As chances também são maiores em pacientes com outras doenças alérgicas, como rinite, e, em 50% dos casos, os pacientes possuem histórico familiar.

Os principais sintomas das reações alérgicas provocadas por alimentos são coceira nos olhos, urticária, dor de estômago, diarreia, vômito, chiado no peito, tosse, além de inchaço dos lábios, das pálpebras, da língua e da garganta.

Em casos mais graves – o chamado choque anafilático, que envolve risco de morte – os sinais são inchaço e respiração dificultada, com chances de haver intensa queda na pressão arterial e perda da consciência. A recomendação é chamar imediatamente o socorro.

É muito comum, porém, as pessoas confundirem alergia alimentar com intolerância alimentar, que é uma resposta anormal a determinado alimento sem afetar o sistema imunológico. Outra diferença é que, nas alergias, a reação pode ser imediata, cerca de 1 hora após a ingestão do alimento.

“Quem apresentar a suspeita de algum tipo de alergia alimentar, o primeiro passo é procurar um médico, que está treinado para identificar se um alimento está provocando problemas ao organismo.

É muito comum as pessoas culparem o alimento, mas nem sempre elas têm razão. Se você toma café, por exemplo, e ele ‘ataca’ o estômago, não é alergia.

Agora, uma vez diagnosticado o problema, é preciso tomar cuidado com a leitura de rótulos, inclusive de cosméticos e medicamentos, pois, assim como os alimentos, eles também podem possuir alérgenos alimentares, como um elemento do leite, por exemplo”, esclarece Ana Paula Castro, presidente em São Paulo da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia.


Fonte: Folha Universal

Comentários

Anônimo disse…
há um ano ou mais, tive uma reaçao alergica, e nao sei dizer exatamente o que levou a essa alergia.
desde entao nao como mais nada daquilo que comi no dia da reaçao alergica.
gostaria de saber se a partir de agora nunca mais vou poder comer esses alimentos que comi no dia.
gostaria de receber informaçoes sobre o assunto se possivel
desde ja agradeço.

Postagens mais visitadas deste blog

Enfermagem + Idosos = Cuidados

A atuação de enfermeiros junto ao idoso deve estar centrada na educação para a saúde, no “cuidar”, tendo como base o conhecimento do processo de senilidade. Estar em atento ao retorno das possíveis atividades do idoso e de sua capacidade funcional. O objetivo primordial dos enfermeiros é atentar às necessidades básicas, à dependência e ao bem-estar do idoso. Tal colocação tem como base a assistência de enfermagem tanto na saúde quanto na doença.
Todos os profissionais envolvidos neste trabalho de ajuda ao idoso devem atuar, também, junto a seus familiares, apoiando-os nas decisões, ajudando-os a aceitar as alterações físicas advindas de doenças próprias da idade.

Pois , o idoso pode apresentar vários problemas que levam ao comprometimento da sua reabilitação tais como: Desânimo, depressão, crise de choro e idéia de suicídio, muitas vezes observados durante a consulta de enfermagem. É de extrema importância os enfermeiros, nessas situações, serem sensíveis para detectar tais problemas, i…

Alzheimer: Diagnósticos de Enfermagem e Reabilitação do paciente.

O dia 21 de setembro foi instituído pela ADI (Alzheimer's Disease International), entidade internacional que congrega mais de 75 Associações de Alzheimer no mundo, como dia de sensibilização para a doença.
Doença de Alzheimer - Enfermidade incurável que se agrava ao longo do tempo, mas pode e deve ser tratada. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas. Talvez, por isso, a doença tenha ficado erroneamente conhecida como “esclerose” ou “caduquice”.
A doença se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família. Seu nome oficial refere-se ao médico Alois Alzheimer, o primeiro a descrever a doença, em 1906.
Causa - Não se sabe por que a Doença de Alzheimer ocorre, mas são conhecidas algumas lesões cerebrais características dessa do…

Enfermeiro gay é morto na frente da filha.

Na semana passada, um enfermeiro foi morto a golpes de faca dentro de casa na frente da filha de um ano em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Antes de morrer, a vítima chegou a contar que teve a casa invadida por um homem encapuzado.
Jorge Patrício de Araújo, de 37 anos, que era casado com um homem, havia acabado de adotar a criança. Para os amigos, o crime foi motivado por homofobia.
A DH (Divisão de Homicídios) de Niterói investiga o caso.